São Cipriano e Wicca

São Cipriano e Wicca - O que a Wicca tem a ver com São Cipriano? 16 Jul

São Cipriano e Wicca

Será que existe alguma ligação entre São Cipriano e a Wicca? Muitos relacionam o livro de São Cipriano com a Wicca, mas fazem isso por não se aprofundarem nos estudos da Wicca.

Na verdade, a Wicca nada tem a ver com São Cipriano. De acordo com o site caldeiraodecirce.blogspot.com, os wiccanos ou wiccanianos não creem no diabo cristão e, por obviedade, não o invocam em seus sabás.

Pratica Wicca de forma correta aquele que celebra o ciclo vida-morte-renascimento. A Wicca é uma religião neopagã e não pré cristã, por isso, apesar de celebrar também a morte, uma pessoa que pratica Wicca não sacrifica animais, por mais que possamos constatar que civilizações pré cristãs o faziam.

Não tem nada a ver uma pessoa que se diz praticar Wicca buscar em São Cipriano algum ensinamento. Sendo até contraditório, em alguns casos.

O que a Wicca Pensa de São Cipriano?

Em geral, os Wiccanos não aderem muito a São Cipriano pelo estigma deixado por tanto tempo de Cristianismo e a Wicca tenta, em geral, se afastar desta vertente e explorar os cultos pré-cristãos de diversas culturas.

Mas, afinal, o que é Wicca?

Wicca é uma religião xamânica moderna baseada em rituais pagãos antigos, e também pode ser chamada de bruxaria.

As crenças wiccanas fazem parte do neopaganismo, onde se enquadram os grupos que acreditam em crenças europeias anteriores ao cristianismo, como a religião celta.

O nome Wicca teria origem no inglês antigo, e seu significado representa a pessoa que pratica bruxaria. Os seguidores da Wicca chamam a si mesmos de bruxos e bruxas, mas devido ao preconceito relacionado a estes termos, passaram a utilizar também a palavra “wiccanos”.

Parte da má fama da Wicca dá-se à confusão de que seriam uma seita satanística, de adoradores do diabo, ligando a bruxaria exclusivamente à magia negra.

O que ocorre é que os cultos da Wicca não são dedicados ao demônio, e se quer existe o conceito de inferno e diabo como na teologia cristã.

Entre os símbolos da Wicca, o principal é o pentagrama Wicca, que é formado por uma estrela de cinco pontas inserida em um círculo.

O pentagrama é utilizado em forma de pingente pelos wiccanos e funciona também como uma forma de identificação entre os seguidores.

Os seguidores da Wicca não sacrificam animais. Para os seus seguidores, a Wicca, ou chamada “a arte”, é a religião do amor e da alegria, que entre suas crenças está a relação das pessoas com a natureza.

Para a Wicca, as pessoas pertencem à natureza, e não ao contrário, e que os animais e elementos naturais todos seriam relacionados com as pessoas, como irmãos.

Os rituais Wiccas são utilizados como forma de restabelecer esta relação com a natureza, e acontecem de acordo com os ciclos da lua ou mudanças de estações.

Os feitiços na Wicca acontecem junto aos rituais, e nunca visam o mal de outra pessoa. Entre as crenças wiccanas, existe a chamada “Lei Tríplice”, que entende que qualquer coisa que alguém deseje para a outra deverá voltar em triplo para si.

A religião Wicca é politeísta, existindo mais de um deus a ser reverenciado. Entre as várias linhas e/ou interpretações das crenças Wicca, ao menos duas divindades são comuns: a Deusa, que é a representação da Terra e da Lua, e o seu consorte, o Deus Cornífero (Deus dos Chifres), que é o Sol e os animais.

Não existe um livro sagrado da Wicca. A Wicca, no Brasil, existe desde a década de 1980, quando grupos trouxeram a crença da Europa, e passaram a fazer seus rituais também aqui.

A partir de 1990, houve um maior contato entre os wiccanos brasileiros e europeus, de forma a regularizar e estruturar a religião no país.

Existem templos e grupos seguidores de Wicca por todo o Brasil, principalmente em Brasília e São Paulo.

São Cipriano - Vida e Obra (A História e Religião de Cipriano) 30 Jun

São Cipriano – Vida e Obra

Se você tem dúvidas sobre São Cipriano, conhecer a vida e obra dele o ajudará a tirar essas dúvidas e formar sua opinião sobre o homem que ele foi e o santo que ele se tornou.

Há um abismo histórico e religioso na vida desse homem que, além de feiticeiro, casou-se com uma cristã, converteu-se ao Catolicismo e tornou-se um mártir da Igreja Católica.

Cipriano e Justina produziram suas obras cristãs pregando o catolicismo em Nicomédia, mesmo sendo proibido, e foi por isso que ambos foram perseguidos, presos e torturados até a morte.

Assim que Cipriano foi feito Bispo, ele promoveu a jovem Justa ao cargo de diaconisa; trocou seu nome pelo de Justina e a fez Superiora de uma comunidade monástica.

O resto da vida de Cipriano foi dedicada a combater as heresias.

Quem foi Cipriano?

Cipriano foi um homem que dedicou boa parte de sua vida ao estudo das ciências ocultas, mas se arrependeu de sua vida de feiticeiro e se tornou temente a Jesus Cristo.

O famoso Livro de São Cipriano foi redigido antes de sua conversão, mas o mistério que envolve a vida do Santo interfere também em seu livro e alguns fatores colocam em dúvida a fidelidade das versões recentes, se comparadas às mais antigas.

Enquanto feiticeiro, Cipriano fazia uso de um pó que despertava a luxúria nas mulheres, oferecia sacrifícios e empregava diversas obras malignas, mas suas obras cristãs foram muito maiores que as suas obras malignas.

Inclusive, em certa época de sua vida, obteve algum estilo e ensinamentos da famosa Bruxa de Évora, com a qual aprendeu magia negra.

O livro Capa Preta é dividido em dez partes e considerada a única das obras que contém a Oração da Cabra Preta Milagrosa.

São Cipriano, o Bispo de Cartago, e São Cipriano, o Feiticeiro

Muitas fontes afirmam que São Cipriano, o Bispo de Cartago, e São Cipriano, o Feiticeiro, se tratam da mesma figura histórica, sendo que por motivos de ocultação da vida pecaminosa de São Cipriano antes da sua conversão, se procurou criar a ideia de que o São Cipriano santificado era uma figura totalmente distinta do São Cipriano o bruxo, assim retirando de São Cipriano o Bispo e o Santo, a pesada macula de todos os seus anteriores pecados.

São Cipriano, o Feiticeiro, viveu uma vida de bruxarias e riquezas, sendo que dizem certas lendas que São Cipriano foi dono de um fabuloso tesouro, onde se encontravam tanto os seus manuscritos secretos sobre assuntos místicos e bruxaria, como uma fortuna financeira incalculável, adquirida através do exercício das suas artes esotéricas.

São Cipriano, o Bispo de Cartago, viveu uma vida de castidade e virtude, vindo a ser ordenado sacerdote, e mais tarde alcançado a posição de Bispo de Cartagena.

A Verdadeira Vida e Obra de São Cipriano

Todo percurso de São Cipriano, o Feiticeiro, é um verdadeiro hino á vida humana no maior esplendor da sua existência, assim como toda a vida de São Cipriano é uma vida inteiramente dedicada ás obras do espirito e ao mistério da paixão pelos caminhos do espirito, e, por isso, olhai:

Do Diabo a Deus, dos anjos aos demônios, da feitiçaria a fé crista, da magia negra a magia branca, em tudo São Cipriano mergulhou, estudou e viveu.

Controverso e polêmico, em São Cipriano está a própria noção de evolução espiritual através da profunda vivência das mais diversas realidades espirituais (do mais profano excesso á mais sacrificada ascese), encontrando corpo na vida e obra deste feiticeiro e mártir.

Por causa de um pacto com o demônio, São Cipriano ter-se-ia entregue a uma vida de luxúria e pecado, por forma a satisfazer o demônio, entregando belas mulheres á perdição e perversão das seduções carnais.

Deve-se olhar a São Cipriano no seu todo, ou seja, deve-se olhar para todo o homem e para toda a vida do santo, pois da mesma forma que não é possível partir um homem ao meio, então também não é possível conhecer ao santo dividindo-o em dois.

E, por isso, como se poderá alguma vez compreender a mensagem e o ensinamento do santo, se não se olhar a toda a sua vida, e a toda a sua vivencia?

E, por isso, toda a vida do santo deve ser olhada, pois o santo nem negou as coisas do espírito, nem negou as coisas da santidade; E o santo não negou nem as coisas místicas, nem negou as coisas de Deus; E, antes porém, o santo tudo isso viveu, e tudo isso vivenciou, para deixar ao mundo um legado e uma mensagem de fé, e essa mensagem foi tal conforme já nas escrituras é anunciado, onde assim está escrito:

O SENHOR DOS ESPÍRITOS (…) se manifestou

2 Macabeus 3,24

Pois então:

Deus é Senhor dos espíritos, e Deus é Senhor de todos os espíritos, e Deus é Senhor de todas as coisas do mundo do espírito, e por isso no mundo do espírito nada dará fruto se Deus não quiser, e com Deus tudo dará fruto.

Se não fosse toda a vida do santo, tanto antes como após a sua conversão, então jamais tamanha chave lhe teria sido dada, para que lhe permitisse verdadeiramente vislumbrar as leis do mundo do espírito, e assim deixar um legado de sabedoria inigualável.

E, por isso, assim se pode entender a mensagem de São Cipriano:

Deus é espírito, e Deus é o Senhor dos espíritos, e por isso todas as coisas do espírito são de Deus, e todas as coisas do mundo do espírito são as coisas do reino de Deus; E, por isso, todas as coisas do espírito são boas se vividas em Deus, e todas as coisas do espírito dão fruto se vividas com Deus, e porém sem Deus não há prodígios possíveis, e fora de Deus não há maravilhas.

Pois, então, todas as coisas do mundo do espírito são boas e nenhuma é desprezível, se elas foram vividas em Deus, e se praticadas com Deus.

Em assuntos de males que afetam as vidas do sofredor e lhe trazem apenas contratempos, padecimentos e tribulações, assim está revelado na obra de São Cipriano:

Os verdadeiros e eficazes remédios são os de que usa a igreja, e estes são: o sinal da cruz; a invocação dos santíssimos nomes de Jesus e Maria; os exorcismos; os jejuns; as orações; as esconjurações; as relíquias de santos; a bênção das casas; aspersões de água benta.

Pois assim se conhecem os verdadeiros remédios, que no altar de São Cipriano são usados para ajudar todo aquele que vê a sua vida destruída pelo mal e o maligno que brota dos maus corações.

São Cipriano - A Verdadeira História do Mago e Santo 19 Jun

São Cipriano – A Verdadeira História

São Cipriano, de codinome “Feiticeiro”, é considerado o padroeiro das bruxas e das ciências ocultas e o livro da Capa Preta é atribuído a ele, mas não existem provas de que ele tenha sido mesmo escrito pelo feiticeiro.

Cipriano e Justina, como mártires, foram canonizados e santificados como São Cipriano e Santa Justina. Portanto, São Cipriano passou de mago das ciências ocultas e bruxarias a Santo das religiões cristãs.

A figura de São Cipriano mago é lendária. Tanto que o “Livro Poderoso” deixado por ele: “lido para a frente, lido para trás”, provocaria fenômenos estranhos: as vacas parariam de dar leite, os animais adoeceriam, os homens seriam prejudicados e assim por diante…

Por que São Cipriano foi assassinado?

O nome de São Cipriano, o seu zelo e as numerosas conquistas que fazia para o reino de Jesus Cristo não podiam ser ignoradas pelos imperadores.

Diocleciano, que então se achava em Nicomédia, informado das maravilhas que realizava São Cipriano, e da perfeita santidade da virgem Justina, passou ordem para que fossem presos, o que logo executou o Juiz Eutolmo, governador da Fenícia.

Conduzidos pois à presença desse juiz, responderam com tanta generosidade e confessaram com tanta eficácia a fé em Jesus Cristo que pouco faltou para converterem o ímpio bárbaro.

Mas, para que não se julgasse que ele favorecia os cristãos, mandou logo açoitar, com duas cordas, a Santa Justina, e despedaçar com pentes de ferro as carnes de São Cipriano.

Tudo com tamanha crueldade que até mesmo aos pagãos causou horror!

O que é o Livro de São Cipriano?

O Livro de São Cipriano é um grimório que contém diversos rituais de ocultismo e exorcismo, supostamente magias e “simpatias” (conjurações populares), com múltiplas finalidades, inclusive para o cotidiano.

Embora o livro se coloque como escrito por São Cipriano, o livro real apareceu séculos após sua morte e não poderia ter sido escrito por ele; na verdade, a primeira edição conhecida saiu em 1846, sendo, portanto, um livro pseudepigráfico.

Segundo a lenda, o famoso Livro de São Cipriano foi redigido antes de sua conversão, mas o mistério que envolve a vida do Santo interfere também em seu livro.

Também é dito que, na verdade, São Cipriano teria escrito três livros: o Capa Preta, o Capa Branca e o Capa de Aço, sendo que os três se completariam e ainda exigiriam do dono a solução de códigos ou enigmas.

Ornamento de São Cipriano (Vem com uma Linha Dourada para Pendurar) 8 Jun

Ornamento de São Cipriano

Ornamento de São Cipriano disponível em vários formatos

Ornamento de São Cipriano
Ornamento de São Cipriano

Dê vida à decoração da sua árvore de Natal com um ornamento de cerâmica personalizado com a imagem de São Cipriano.

Vem com uma linha dourada para você pendurar o ornamento na sua árvore.

  • Feito de porcelana branca
  • Impressão em todas as cores e em toda a área do produto
  • Impressão nos dois lados
Quero Comprar com Entrega Garantida
Quero Comprar com Entrega Garantida
8 Jun

Camiseta de São Cipriano Capa de Aço

Camiseta com a imagem do livro de São Cipriano Capa de Aço disponível do tamanho P ao XG

Camiseta de São Cipriano Capa de Aço
Camiseta de São Cipriano Capa de Aço

Camiseta feminina ou masculina disponível em cores claras e escuras, extremamente macia e com ajuste perfeito. Com estilo justo, esta é uma peça indispensável para devotos de São Cipriano.

Versátil, pode ser usada sozinha ou debaixo de um moletom ou blazer. Entrega no mundo todo.

Quero Comprar
Quero Comprar
8 Jun

Camiseta de São Cipriano (Imagem Cinza)

Camiseta com a imagem de São Cipriano em escala de cinza disponível do tamanho P ao tamanho XG

Camiseta de São Cipriano (Imagem Cinza)
Camiseta de São Cipriano (Imagem Cinza)

Camisetas masculinas e femininas em cores claras e escuras, macias e com ajuste perfeito, combinam com tudo. Tem cores suficientes para cada dia da semana e ainda mais.

Em qualquer ocasião, essa escolha será um sucesso para exibir estilo, bem estar e sua devoção a São Cipriano. Entrega no mundo todo.

Quero Comprar
Quero Comprar