O Livro de São Cipriano é um grimório que contém diversos rituais de ocultismo e exorcismo, supostamente magias e “simpatias” (conjurações populares), com múltiplas finalidades, inclusive para o cotidiano.

Embora o livro se coloque como escrito por São Cipriano, o livro real apareceu séculos após sua morte, contendo até a história de Cipriano com Justina.

A lenda de São Cipriano – O Feiticeiro – confunde-se com um outro célebre Cipriano imortalizado na Igreja Católica, conhecido como Papa Africano.

Apesar do abismo histórico que os afasta, as lendas combinam-se e os Ciprianos, muitas vezes, tornam-se um só na cultura popular.

Há várias orações e rituais de São Cipriano, o mago que vendeu sua alma ao diabo e que acabou se tornando santo, apesar de ter sido um homem do mal.

A dualidade deste santo é inegável e só entendendo a sua história para entender o seu dualismo. São Cipriano – Capa Preta – O Bruxo é um livro com uma capa bonita, com a superstição de que se abrir tem que ler até o final, que muitas pessoas acabam tendo contato até por acaso, emprestado de um amigo ou não.

São Cipriano é a lenda do bruxo que não renegou Cristo e que está presente nas livrarias e na literatura. O Livro de São Cipriano mostra quem realmente foi São Cipriano, o feiticeiro que trabalhava para o diabo e morreu cristão, e motivo de curiosidade de muitas pessoas.

O resumo do livro de São Cipriano está representado em um infográfico em que mostramos os fatos do santo e do livro aqui no site.

Você verá resumidamente o que é o livro de São Cipriano, como ele surgiu e como é conhecido no Brasil. Assim como a diferença entre os dois santos Ciprianos.

Aqui nós também temos o resumo da história de São Cipriano, que é celebrado do dia 3 de outubro.

Cipriano foi o homem que foi de bruxo a santo e, como santo, faz parte de algumas religiões, e também do esoterismo (prática baseada em fenômenos sobrenaturais).

Muito se falou sobre São Cipriano ao longo dos anos e, se para uns ele é uma figura assustadora, para outros é um Santo que, quando invocado, vem em nosso auxílio.

São Cipriano tornou-se uma lenda não só em Portugal, como no Brasil e países latino-americanos, assim como o seu livro, um grimório que contém diversos rituais de ocultismo e exorcismo, supostamente magias e “simpatias” (conjurações populares), com múltiplas finalidades, inclusive para o cotidiano.

Embora o livro se coloque como escrito por São Cipriano, o livro real apareceu séculos após sua morte e contém o encontro de Cipriano com Justina e toda a história dos dois, até o último dia de suas vidas.

Se você quer saber quem foi São Cipriano, o mago, saiba que a figura de São Cipriano mago é lendária, pois ele foi um feiticeiro que vendeu sua alma ao diabo.

Mas se tornou santo, mesmo tendo sido um homem do mal por boa parte de sua vida. Há uma dualidade neste santo que, para você entender, só será possível descobrindo toda a sua história.

E a história de São Cipriano não está somente dentro da religião católica. São Cipriano está relacionado a linha dos pretos velhos da umbanda.

A linha dos pretos velhos, existente na umbanda, também é chamada de linha de São Cipriano e trata-se de uma falange de entidades de fala pausada e tranquilidade nos gestos, que escutam e ajudam aqueles que necessitam, independente de sua cor, idade, sexo e religião.

Mas, voltando para a religião católica, a lenda de São Cipriano – O Feiticeiro – confunde-se com um outro célebre Cipriano imortalizado na Igreja Católica, conhecido como Papa Africano.

E o Livro de São Cipriano que tanto se fala é usado largamente nas religiões afro-brasileiras, e se tornou um “almanaque ocultista” de fácil acesso que se dilui na crendice popular.

São Cipriano, o bruxo que se tornou cristão, é o responsável pelo livro de magia conhecido como O Livro da Capa Preta de São Cipriano e foi um dos bruxos mais poderoso do mundo.

Tão famoso que já foi tema de discurso do Papa Bento XVI e é chamado de “O Mago dos Magos”. Há boatos de que São Cipriano está presente até na maçonaria, o que não tem nada a ver com religião.

O Livro São Cipriano, O Legítimo Capa Preta é como se fosse uma consulta à Cipriano e, nesta consulta, você pode aprender sobre a quiromancia, a arte de ler as mãos.

As linhas, montes e símbolos nas nossas mãos possuem significados, e a leitura dessas formas nas mãos são usadas para o autoconhecimento.

A mão direita é a mão dominante, a yang, a que reflete o consciente e os fatos tais como são. A mão esquerda, a yin, no caso, a passiva, representa os sonhos, o potencial, o inconsciente.

O Livro de São Cipriano – Capa Preta possui conteúdo sobre a quiromancia, assim como o Livro de São Cipriano das Almas.

São Cipriano foi de bruxo a santo e durante muitos anos reinou a superstição que quando se começava a ler o Livro de São Cipriano não se podia parar, e tinha de se ler até ao fim.

Mas, hoje, sabemos que isso não é verdade e que o Livro de São Cipriano pode ser usado tranquilamente para aprender sobre ocultismo.

Cipriano foi discípulo da mítica Bruxa de Évora, cartomante, quiromante e oniromante e, certamente, foi com ela que Cipriano adquiriu os conhecimentos da quiromancia.

As mais fortes orações e os mais poderosos feitiços do mago São Cipriano, além dos segredos da quiromancia e da interpretação dos sonhos, estão especialmente selecionados no Tradicional Livro Negro de São Cipriano.

Lembrando: o livro de São Cipriano é tido como mágico e não deve ser lido por curiosos, pois a simples leitura nada somaria, por outro lado, se você tiver interesse em alterar os escritos da sua vida, de outras pessoas ou mesmo estiver iniciando-se no mundo da magia ou bruxaria, eu recomendo.