Segunda Esconjuração do Livro de São Cipriano

Esta esconjuração é a segunda esconjuração do Livro de São Cipriano que pode ser orada após descobrir que a doença de uma pessoa, na verdade, é obra de feitiço ou possessão demoníaca.

“Esconjuro-vos, demônios, excomungados, ou maus espíritos, batizados, com laços maus, feitiços, encantamentos do diabo, da inveja, feitos em ouro, ou prata, ou chumbo, ou em árvores solitárias, seja tudo destruído e desapegado, e não prenda coisas ao corpo de (fulano) ou acaso, pois daqui em diante, se o feitiço ou encantamento está em algum ídolo celeste ou terrestre, seja tudo destruído, da parte de Deus, pois todo o infernorium ou toda a linguagem eu confio em Jesus Cristo, nome deleitável!

Assim como Jesus Cristo aparta e expulsa da terra o demônio e todos os seus feitiços, assim por estes deliciosíssimos nomes de Jesus Cristo, fujam todos os demônios, fantasmas e todos os espíritos malignos, em companhia de Satanás, e de seus companheiros, para as suas moradas, que são os infernos e onde estarão perpetuamente em companhia de todos os feiticeiros que fizeram feitiçaria a esta mesma casa, encerra, fica desfeito e anulado, esconjurado, quebrado e abjurado, debaixo do poder da criatura (fulano), ou nesta casa, e tudo quanto a Santíssima Obediência pelo poder do Creio em Deus Pai e das Três Pessoas da Santíssima Trindade, e do Santíssimo Sacramento do Altar.

Amém.

Pois eu vos ligo e torno a ligar e prendo e amarro às ondas do mar, e que levam para as areias grossas do mar onde não canta galinha nem galo, ou para o vosso destino, ou lugares que Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo vos destinar.

Levanto, quebro, abjuro e esconjuro ‘todos os requerimentos, empates, preceitos e obrigas que fizestes a este corpo de (fulano).

Desde já ficais citados, notificados e obrigados, tu e os teus companheiros, para seguires o caminho que Jesus vos destinar, isto sem apelação nem agravo pelo poder de Deus Nosso Senhor Jesus Cristo e de Maria Santíssima e do Espirito Santo e das Três pessoas Divinas da Santíssima Trindade, e que é um só Deus verdadeiro em quem eu firmemente creio e por quem eu levanto pragas e raivas, vinganças e medos, ódios e más vistas; quebro e abjuro todos os requerimentos, embargos, empates, preceitos e obrigas pelo poder do Santo Verbo Encarnado e pela virtude de Maria Santíssima e de todos os santos e santas e anjos e querubins e serafins, criados por obra e graça do Espirito Santo.

Amém.”

Deixe um comentário