Quem é São Cipriano na Igreja Católica

Quem é São Cipriano na Igreja Católica

Quem foi São Cipriano, o mago, é uma pergunta que muitas pessoas fazem. Sua figura é lendária e, após sua morte, considerada um mártir heróico, marcou a igreja do seu tempo.

Mas São Cipriano, o mago, não tem nada a ver com dados históricos, nem com a fé católica. Na verdade, a lenda de São Cipriano, o feiticeiro, confunde-se com um outro célebre Cipriano imortalizado na Igreja Católica, conhecido como Papa Africano.

São Cipriano de Cartago é o que faz parte da história da igreja católica. São Cipriano de Cartago, chamado Thascius Cecilius Cyprianus, nasceu em uma família rica e pagã, em Cartago, entre os anos 200-210.

Curiosidade: O Papa Bento XVI já discursou sobre São Cipriano.

São Cipriano se tornou santo mesmo tendo sido um homem do mal por muitos anos em sua vida. A esta altura, você já deve entender a diferença entre o feiticeiro Cipriano e o Bispo de Cartago, também chamado Cipriano e santificado pela Igreja Católica.

Mas todos os dois são exemplos de amizade e santidade e ambos viveram em uma época que muitas pessoas renegavam a fé e separaram-se da igreja católica, que vivia intenso fervor.

São Cipriano e a igreja católica sempre geram dúvidas, principalmente porque a igreja católica adotou Cipriano como santo mesmo tendo sido do mal.

E nem todo mundo acredita que São Cipriano seja um santo católico ou possa ser considerado tanto bruxo como santo.

Cipriano de Cartago (nascido Táscio Cecílio Cipriano; em latim: Thascius Caecilius Cyprianus) passou para a história não apenas como santo, mas também como excelente orador.

É ainda considerado um dos Padres latinos. A principal fonte sobre sua vida é a obra Vida de São Cipriano. Então, o que podemos resumir sobre São Cipriano na igreja católica é que um deles foi um feiticeiro que se converteu ao cristianismo enquanto o outro, São Cipriano de Cartago, foi santificado pela Igreja Católica.