Press "Enter" to skip to content

São Cipriano da Igreja Católica

São Cipriano, o mago, se tornou uma figura lendária, que deixou um livro poderoso e se tornou famoso após a sua morte, pois foi um mártir heroico, que marcou a Igreja do seu tempo.

Assim como o mago, São Cipriano de Cartago também faz parte da igreja católica, sendo nascido de uma família rica e pagã, em Cartago, entre os anos 200-210 e tendo recebido em 246 o batismo.

O Papa Bento XVI já falou sobre São Cipriano de Cartago e sobre sua ideia de que “quem abandona a cátedra de Pedro, sobre a qual está fundada a Igreja, ilude-se de permanecer na Igreja” e de que “fora da Igreja não há salvação”.

Isso mostra o quanto São Cipriano, o mago, e São Cipriano de Cartago são diferentes e é uma boa resposta para quem ainda não entendeu quem são ambos.

Veja:  São Cipriano - Quiromancia

Os dois Ciprianos marcaram a igreja católica, mas São Cipriano, o mago, não tem nada a ver com dados históricos, nem com a fé católica.

Se você quer saber quem foi o santo São Cipriano, você deve conhecer a sua história e, principalmente, não confundir o feiticeiro Cipriano e o Bispo de Cartago, pois ambos foram santificados pela igreja católica e a confusão existe não só pela coincidência entre os nomes.

O Bispo de Cartago também é conhecido como Papa Africano e, apesar do abismo histórico que os afasta, as lendas combinam-se e os Ciprianos, muitas vezes, tornam-se um só na cultura popular.

O que você acha sobre a ideia de São Cipriano de Cartago sobre os que abandonaram a igreja? E o que você acha da igreja católica adotar São Cipriano de Antióquia como santo mesmo tendo sido do mal?

Veja:  O Bruxo e Feiticeiro São Cipriano

As respostas sobre São Cipriano ser um santo católico e ter sido um bruxo devem ser debatidas, ainda mais pela diferença que existe entre ele e o Cipriano de Cartago.

Cipriano  de Cartago (nascido Táscio Cecílio Cipriano; em latim: Thascius Caecilius Cyprianus) passou para a história não apenas como santo, mas também como excelente orador.

É ainda considerado um dos Padres latinos. A principal fonte sobre sua vida é a obra Vida de São Cipriano, escrita por seu discípulo Pôncio de Cartago.

As orações a São Cipriano de Antióquia sempre afirmam que o Senhor está acima de tudo e de todos, crendo fielmente no Espírito Santo e na igreja católica, por isso as orações de São Cipriano são muito usadas para defesa e proteção contra inimigos.

E não foi somente Cipriano de Antióquia que acabou tendo um livro. Para combater as heresias, Cipriano de Cartago divulgou, por volta do outono do ano de 251, como ele mesmo diz, um livrinho de conduta cristã denominado: “Catholicae Ecclesiae Unitate” – “A Unidade da Igreja Católica”, onde suas maravilhosas palavras demonstram uma clareza de idéias e um espírito decidido.

Veja:  Oferenda para São Cipriano

Com esse texto, podemos ter certeza que ambos os santos são bons e fizeram bem para a igreja católica. Com certeza, a igreja católica não seria mesma hoje se esses dois homens não tivessem existido ou tivessem seguido um caminho diferente em suas vidas.

A conclusão é que ambos os Ciprianos merecem o nosso respeito e devoção, não importando como viveram as suas vidas e decidiram louvar ao Senhor.

Compartilhe Esta Página: