São Cipriano – A Verdadeira História

São Cipriano - A Verdadeira História do Mago e Santo 19 Jun

São Cipriano – A Verdadeira História

São Cipriano, de codinome “Feiticeiro”, é considerado o padroeiro das bruxas e das ciências ocultas e o livro da Capa Preta é atribuído a ele, mas não existem provas de que ele tenha sido mesmo escrito pelo feiticeiro.

Cipriano e Justina, como mártires, foram canonizados e santificados como São Cipriano e Santa Justina. Portanto, São Cipriano passou de mago das ciências ocultas e bruxarias a Santo das religiões cristãs.

A figura de São Cipriano mago é lendária. Tanto que o “Livro Poderoso” deixado por ele: “lido para a frente, lido para trás”, provocaria fenômenos estranhos: as vacas parariam de dar leite, os animais adoeceriam, os homens seriam prejudicados e assim por diante…

Veja:  São Cipriano, Me Ajuda Por Favor...

Por que São Cipriano foi assassinado?

O nome de São Cipriano, o seu zelo e as numerosas conquistas que fazia para o reino de Jesus Cristo não podiam ser ignoradas pelos imperadores.

Diocleciano, que então se achava em Nicomédia, informado das maravilhas que realizava São Cipriano, e da perfeita santidade da virgem Justina, passou ordem para que fossem presos, o que logo executou o Juiz Eutolmo, governador da Fenícia.

Conduzidos pois à presença desse juiz, responderam com tanta generosidade e confessaram com tanta eficácia a fé em Jesus Cristo que pouco faltou para converterem o ímpio bárbaro.

Mas, para que não se julgasse que ele favorecia os cristãos, mandou logo açoitar, com duas cordas, a Santa Justina, e despedaçar com pentes de ferro as carnes de São Cipriano.

Veja:  São Cipriano Gosta de Velas

Tudo com tamanha crueldade que até mesmo aos pagãos causou horror!

O que é o Livro de São Cipriano?

O Livro de São Cipriano é um grimório que contém diversos rituais de ocultismo e exorcismo, supostamente magias e “simpatias” (conjurações populares), com múltiplas finalidades, inclusive para o cotidiano.

Embora o livro se coloque como escrito por São Cipriano, o livro real apareceu séculos após sua morte e não poderia ter sido escrito por ele; na verdade, a primeira edição conhecida saiu em 1846, sendo, portanto, um livro pseudepigráfico.

Segundo a lenda, o famoso Livro de São Cipriano foi redigido antes de sua conversão, mas o mistério que envolve a vida do Santo interfere também em seu livro.

Veja:  São Cipriano Para o Amor

Também é dito que, na verdade, São Cipriano teria escrito três livros: o Capa Preta, o Capa Branca e o Capa de Aço, sendo que os três se completariam e ainda exigiriam do dono a solução de códigos ou enigmas.