O Que é o Livro de São Cipriano?

São Cipriano Capa Preta em PDF: E-book em PDF, com 231 páginas, contém novenas, orações, feitiços, magias, rituais e simpatias de São Cipriano. Clique Aqui e Confira!

O Livro de São Cipriano refere-se a diferentes grimórios dos séculos XVII, XVIII e XIX, todos atribuídos pseudo-graficamente ao Santo Cipriano de Antioquia do século III.

Segundo a lenda popular, Cipriano de Antioquia era um feiticeiro pagão que se converteu ao cristianismo.

O Livro de São Cipriano Ibérico

O Livro de São Cipriano Ibérico não é um texto único, mas vários textos em espanhol e português, principalmente do século 19.

Havia, no entanto, uma literatura cipriota pré-moderna, agora perdida, sem conexão aparente com quaisquer obras existentes além de ser inspirada pela lenda cipriota.

O Livro de São Cipriano em Português

A versão em português do Livro de Cipriano geralmente contém prefixos como “Grande e Verdadeiro”, “Completo” ou “Autêntico” e geralmente com o subtítulo “O Tesouro do Feiticeiro” (ou thesouro de feiticeiro).

O conteúdo é aparentemente católico, embora profundamente enraizado na Bruxaria, e é popular (principalmente no Brasil) entre os praticantes de Quimbanda, Umbanda e Candomblé.

O Tesouro do Feiticeiro contém muito pouca evocação, recorrendo a tradições orais relacionadas à adivinhação, feitiços de cura, orações (incluindo algumas ao anjo da guarda), exorcismos, magia do amor, localizações de tesouros enterrados em toda a Galiza, e, às vezes, até tratados sobre magnetismo animal – tudo dentro de uma estrutura de catolicismo popular.

A maioria das edições começa com a lenda de São Cipriano e, geralmente, contém seções sobre alquimia, astrologia, cartomancia, demônios de conjuração, adivinhação, exorcismos, fantasmas, tesouros escondidos, magia do amor, magia da sorte, presságios, oneiromancia, quiromancia e orações.

Algumas edições também contêm as histórias de sucesso de um camponês francês chamado Victor Siderol, que supostamente descobriu tesouros escondidos graças ao livro.

As formas brasileiras do Tesouro dos Feiticeiros variam drasticamente, embora as edições em português sejam bastante estáveis ​​(pelo menos em comparação).

A edição mais representativa é a da Livraria Econômica, que foi traduzida para o inglês como O Livro de São Cipriano – O Tesouro do Feiticeiro por José Leitão, com acréscimos adicionais de edições mais recentes (como a Moderna Editorial Lavores).

Segundo Leitão, a literatura cipriota portuguesa representa uma combinação de crenças mágicas ibéricas e religião tradicional africana.

O foco da Inquisição Portuguesa no cripto-judaísmo (em vez de bruxaria) tornou mais fácil para os praticantes de magia cristianizar as crenças religiosas mágicas ibéricas tradicionais e importadas das religiões africanas.

A Inquisição involuntariamente ajudou isso, tratando as práticas e crenças religiosas africanas tradicionais como formas desviantes do catolicismo, e não como algo fora da religião.

Muitas dessas práticas, mais tarde, teriam influenciado a literatura cipriota portuguesa. Leitão afirma ainda que a literatura cipriota portuguesa se desenvolveu em três fases:

  • o desenvolvimento de diversas tradições orais relativas a São Cipriano.
  • a coleção das tradições orais em um livro “padrão” de Cipriano, que, por sua vez, deu origem a outras tradições orais sobre o próprio livro.
  • o livro padronizado sendo reorganizado, expandido e redigido com o advento da imprensa e do sincretismo sul-americano.

O Livro de São Cipriano em Espanhol

A maioria das versões em espanhol afirma ter sido escrita por um Jonas Sulphurino (“Sulphury Jonas”), é semelhante (embora distinta da) à Chave de Salomão, e é tipicamente uma reformulação do Grand Grimoire.

A versão mais completa e popular, intitulada Libro Infernal, combina elementos do Grande Grimório, a Chave de Salomão e o Grand et Petit Albert.

O Libro Infernal também foi traduzido para o italiano em 1920 por sua editora original. A mais antiga obra cipriota existente data de 1810 e afirma ter sido traduzida do latim.

É intitulado “Heptameron ou Magical Elements”, mas, apesar desse título, tem pouca semelhança com o suposto grimório de Pietro d’Abano ou qualquer outro livro de feitiços europeu.

Mais tarde, uma edição do Grande Grimório foi anexada a um livro sobre a Inquisição Galega, que se dizia ser “o Ciprianillo”.

Depois disso, foi outra edição do Grand Grimoire, que acrescentou o suposto monge copista Jonás Sufurino à lenda.

Edições posteriores adicionaram material sobre magnetismo animal, cartomancia, hipnotismo, espiritualismo e The Black Pullet.

O Livro de São Cipriano Escandinavo

O livro de São Cipriano escandinavo é uma tradução distinta, sem conexão além da história compartilhada de São Cipriano.

Um deles, o Black Books of Elvarum, remonta a 1682.

Orações de São Cipriano: E-book no formato PDF contém TODAS as orações, invocações e súplicas do bruxo, feiticeiro e santo São Cipriano. Clique Aqui e Confira!